Rádio Tour
COMPARTILHE COM:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Início » Blog » Sem Categoria » PREFEITO GABRIEL MARANHÃO (CID) EXPLICA O REFLEXO DO FIM DO PROGRAMA MAIS MEDICOS EM RIO GRANDE DA SERRA

PREFEITO GABRIEL MARANHÃO (CID) EXPLICA O REFLEXO DO FIM DO PROGRAMA MAIS MEDICOS EM RIO GRANDE DA SERRA

O programa, que começou em 2013 em uma parceria do Brasil com Cuba, trouxe 8.517 médicos cubanos para os postos de saúde de diversas cidades brasileiras.

Em novembro de 2018, Cuba pôs fim ao convênio, obrigando os profissionais a deixarem o país. Para tentar amenizar os efeitos, o governo federal publicou um edital para convocar médicos brasileiros para preencherem essas vagas. Só que, desde de então, 1.052 profissionais recém-contratados desistiram.

Em Rio grande da Serra, o Prefeito explica que a sua Unidade de pronto atendimento está inflada e ainda recebe pacientes de outros municípios. Com a saída dos médicos da cidade ele busca alternativas para atender o contingente.

Na região metropolitana já são Cerca de 19 cidades da Grande São Paulo estão com vagas abertas do Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde. Ao todo, são 106 médicos a menos que o previsto.

Em São Paulo, das 225 vagas do programa, 19 ainda não têm profissionais. Embu-Guaçu tem 8 das 18 vagas em aberto. Osasco tem 35 postos de trabalho, mas 7 deles estão vagos. Guarulhos possui 10 vagas para médicos abertas em 59. Em São Bernardo do Campo, são 40 postos de trabalho, sendo 7 em aberto.

Em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, quatro médicos se demitiram e apenas um foi contratado para repor essa baixa. Ainda faltam dez profissionais, que serviriam para atendimentos voltados à saúde da família, estratégia cada vez mais usada no Brasil para prevenir doenças diretamente na casa das pessoas.

Fonte : Bom Dia Sp