fbpx

teste

POLÍCIA FEDERAL DEFLAGRA OPERAÇÃO “NUDUS” E DARDANÁRIOS”

Hoje foi deflagrada pela Polícia Federal a Operação “Nudus” para cumprimento de 06 (seis) mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em São Paulo. O objetivo é instruir inquérito policial que apura fraudes identificadas com o apoio do Tribunal de Contas da União em duas contratações emergenciais de aventais descartáveis realizadas pela Autarquia Hospitalar Municipal da Prefeitura do Município de São Paulo. Um dos mandados é para a sede da autarquia com o objetivo de confirmar se houve a participação de funcionários públicos. Até o momento, apurou-se que durante o processo para a contratação, algumas empresas foram desclassificadas sob argumentos que depois foram ignorados na assinatura do contrato com as empresas investigadas. Há indicativos que o valor da contratação também foi superior ao praticado no mercado na mesma época. Os crimes apurados são de fraude ao caráter competitivo da licitação, de fraude à licitação para causar prejuízo à Fazenda Pública, associação criminosa, além de corrupção e/ou peculato. Comprovados todos esses crimes, as penas somadas podem chegar a 25 anos de prisão.
Outra Operação realizada pela PF hoje, foi a Dardanários, com a finalidade de desarticular conluio entre empresários e agentes públicos, que tinham por finalidade contratações dirigidas, especialmente na área da saúde. Os policiais federais dão cumprimento a 06 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão nas cidades de Petrópolis/RJ, São Paulo/SP, São José do Rio Preto/SP, Goiânia/GO e Brasília/DF. Os presos responderão pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, e após procedimentos de praxe, serão encaminhados ao sistema prisional e ficarão à disposição da justiça. Entre os presos nesta operação estão o secretário de Transportes de SP, Alexandre Baldy e o pesquisador da Fiocruz, Guilherme Franco Neto. Os mandados judicias foram expedidos pela 07ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. O nome da operação faz referência aos agentes de “negócios”, atravessadores que intermediavam as contratações dirigidas. CLIQUE E OUÇA O PODCAST NOTICIAS DA GUARDIÃ