teste

FALSOS POLICIAIS SEQUESTRAM E TORTURAM EMPRESÁRIO DAVI CAMINHÕES

Os criminosos algemaram o empresário, em sua casa e supostamente insinuaram até que Davi tem participação no crime organizado.

CLIQUE E OUÇA O PODCAST COM BOLETIM PUBLIQUE-SE ABC

LEIA NA ÍNTEGRA O BOLETIM DE OCORRÊNCIA:

Qui, 11 de Fev de 2021 15:47
MSG 14/21 11/02/21 15:33

ÁREA DO FATO: RIBEIRÃO PIRES UNIDADE DO REGISTRO: RIBEIRÃO PIRES

EXTORSÃO/TORTURA

BO: 00322/21
DF: 11/02/2021 HF: 07:50 DC: 11/02/2021 HC: 13:48 LF: RODOVIA ÍNDIO TIBIRIÇÁ, 2750 – VILA YARA – RIBEIRÃO PIRES – SP
VÍTIMA: DAVI ALVES DE OLIVEIRA RG 20869696-SP PROF COMERCIANTE
AUTOR 1: DESCONHECIDO MASCULINO PARDO(A) 40 ANOS ALT 1,70 MAGRO – CAMISETA ESCURA
AUTOR 2: DESCONHECIDO MASCULINO PARDO(A) NC ANOS ALT 1,60 ROSTO FINO – CAMISETA PRETA
AUTOR 3: DESCONHECIDO MASCULINO PARDO(A) 40 ANOS ALT 1,70 GORDO – USAVA ÓCULOS – CAMISETA CINZA
AUTOR 4: DESCONHECIDO MASCULINO PARDO(A) NC ANOS ALT NC
HIST: COMPARECE A VÍTIMA INFORMANDO QUE NA DATA DE HOJE, POR VOLTA DAS 07H54MIN TRANSITAVA COM SEU VEÍCULO MERCEDES BENZ PLACAS GKE-1G84 FOI ABORDADA NA RODOVIA INDIO TIBIRIÇÁ , OURO FINO, RIBEIRÃO PIRES, ALTURA DO NUMERAL 2750, POR UM VEÍCULO GM BLAZER CARACTERIZADA NAS CORES DA POLÍCIA CIVIL (BRANCO E PRETO ) E UM GM COBALT ESCURO, PLACAS E PREFIXOS NÃO APURADOS AINDA, ONDE SUPOSTOS POLICIAIS, EM NÚMERO DE QUATRO, USANDO DISTINTIVOS, ARMAS E VESTIMENTAS CIVIS (NÃO UNIFORME) E BONÉS, O ALGEMARAM E O TRANSFERIRAM PARA O BANCO DE TRÁS DO SEU VEÍCULO, E O CONDUZIRAM NO PRÓPRIO ATÉ SUA CASA SITUADA A RUA UBIRAJARA, 166, OURO FINO PAULISTA, RIBEIRÃO PIRES. ESTES INDIVÍDUOS, SE PASSANDO POR POLICIAIS, SEM CONTUDO APRESENTAR QUALQUER MANDADO DE BUSCA OU OUTRO DOCUMENTO CORRELATO, INGRESSARAM NA SUA CASA E REVIRARAM-NA, EM BUSCA DE DROGAS, ARMAS E DÓLARES, SUBJUGANDO A VÍTIMA E SEUS FAMILIARES (MULHER, FILHOS E QUATRO EMPREGADOS) . DURANTE TODO O TEMPO PROMOVERAM TORTURA PSICOLÓGICA A TODOS, SENDO QUE SOMENTE A VÍTIMA DECLARANTE PERMANECEU DURANTE TODO O TEMPO ALGEMADO, INCLUSIVE CAUSANDO LESÃO NO BRAÇO, E QUE DURANTE TODO O TEMPO OS INDIVÍDUOS PERGUNTAVAM SE A VÍTIMA QUERIA “CONVERSAR” INSINUANDO OFERECER VANTAGENS POSSIVELMENTE PECUNIÁRIAS. PERGUNTAVAM AINDA SE A VÍTIMA ERA O DONO DO TRÁFICO LOCAL, SE ESTAVA ENVOLVIDO COM ESSE TIPO DE CRIME, AFIRMANDO QUE NÃO TEM NENHUMA LIGAÇÃO COM TRÁFICO. RECORDA-SE QUE DURANTE O TRAJETO PARA SUA CASA, OS INDIVÍDUOS DIZIAM QUE ERAM DO 6O COMANDO DO PCC, MUITO EMBORA APARENTASSEM SER POLICIAIS, E QUE QUERIAM TRABALHAR, APARENTANDO QUE QUERIAM PARTICIPAR DO TRÁFICO LOCAL. APARENTEMENTE NÃO SUBTRAÍRAM NADA, EXCETO O MODEM DE UM COMPUTADOR RESPONSÁVEL PELO MONITORAMENTO ELETRÔNICO DE SUA PRÓPRIA CASA, AVALIADO EM APROXIMADAMENTE TREZENTOS REAIS (R$300,00) ACREDITANDO A VÍTIMA QUE PRETENDIAM LEVAR O HD MAS QUE TALVEZ POR LAPSO NÃO O FIZERAM. ACRESCENTA QUE A VIATURA CARACTERIZADA BLAZER E O COBALT NÃO ACOMPANHARAM OS POLICIAIS ATÉ SUA CASA, E QUE AO FINAL DA OPERAÇÃO, OS POLICIAIS UTILIZARAM UM VEICULO PEUGEOT COR ESCURA, POSSIVELMENTE PRETO, QUE FICOU AGUARDANDO DO LADO DE FORA, PARA RETIRÁ-LOS DO LOCAL. INFORMA A VÍTIMA TER SOFRIDO SEVERA TORTURA PSICOLÓGICA DURANTE A AÇÃO QUE SE ESTENDEU TAMBÉM AOS DEMAIS QUE ESTAVAM EM SUA CASA. POR FIM INFORMA QUE NÃO TEM CONHECIMENTO SE DEMAIS OUTROS ITENS FORAM SUBTRAIDOS DE SUA CASA, TENDO EM VISTA TER TIDO SUA LIBERDADE RESTRINGIDA PELA AÇÃO DOS INDIVÍDUOS..COMO PROVIDÊNCIAS FOI SOLICITADO O COMPARECIMENTO DE EQUIPE DO AFIS JÁ QUE A VITIMA DECLARA TER FARTO MATERIAL DACTILOSCÓPICO PARA COLETA, BEM COMO A AUTORIDADE POLICIAL SUBSCRITORA DESIGNOU EQUIPE DE INVESTIGAÇÃO DESTA DPM PARA AS DILIGÊNCIAS DE CAMPO NECESSÁRIAS À ELUCIDAÇÃO DA AUTORIA. FOI REQUISITADO IML À VÍTIMA, QUE ESCLARECEU QUE OS DEMAIS PARENTES E FUNCIONÁRIOS NÃO RESTARAM LESIONADOS NA AÇÃO EMPREENDIDA NA SUA CASA.

WAGNER MILHARDO ALVES
DELEGADO DE POLÍCIA TITULAR

MBBI