Rádio Tour
COMPARTILHE COM:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Início » Blog » Cidades » Litoral Norte » São Sebastião » CONCURSO DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO ENVOLVIDO EM CONTROVÉRSIAS

CONCURSO DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO ENVOLVIDO EM CONTROVÉRSIAS

Candidatos denunciam irregularidades na avaliação psicológica e recorrem à Justiça

O concurso público da Prefeitura de São Sebastião, conhecido por gerar controvérsias, não foi diferente nas vagas para a Guarda Civil Municipal. Iniciado em setembro, o processo ainda está em andamento.

Mais de 30 candidatos buscaram a Justiça para denunciar irregularidades no processo. As ações mais recentes pedem a anulação da avaliação psicológica.

Nessa etapa, 83 candidatos – quase metade dos avaliados – foram eliminados. Eles reclamam da forma de aplicação dos testes e da falta de critérios objetivos. “A inexistência de critérios faz com que a Administração possa excluir candidatos indevidamente e assim beneficiar outros,” escreveu o advogado de um dos candidatos.

Alguns dos candidatos considerados “inaptos” apresentaram laudos psicológicos divergentes do resultado da avaliação. Alguns deles, inclusive, já atuam como guardas municipais em Caraguatatuba.

Houve descumprimento de normas do Conselho Federal de Psicologia e do próprio edital do concurso.

Em vez de entrevistas individuais, foram aplicados testes em salas com cerca de 30 candidatos. Segundo um deles, o aplicador reconheceu que aquela não era a melhor maneira de avaliação, mas afirmou que não haveria tempo hábil para as entrevistas, culpando a Prefeitura.

Após os resultados, os candidatos tiveram apenas dois dias para recorrer, sem que lhes fossem entregues os motivos pelos quais foram reprovados. Além disso, os recursos foram analisados pelo mesmo psicólogo que emitiu os resultados. Todos os recursos foram indeferidos.

O promotor Renato Azevedo notou falhas no edital e defendeu que fossem reservadas vagas até o julgamento das ações. Ao menos três candidatos já obtiveram liminares favoráveis.

O concurso foi conduzido pelo Ibam até a fase de testes físicos. A partir de então, a Prefeitura assumiu a responsabilidade pelas demais etapas, incluindo a avaliação psicológica.

Apesar de contar com 45 psicólogos no quadro de pessoal, a Prefeitura decidiu contratar uma clínica de São José dos Campos, ao custo de R$ 39 mil.

Nesta quarta-feira, foi iniciado o curso de formação, última etapa do processo, com 66 candidatos.
Entramos em contato com a prefeitura e a reportágem será atualizada caso respondam.

Receba notícias da A Guardiã da Notícia no seu WhatsApp fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://whatsapp.com/channel/0029Va8RF0L3wtb4cZHKCl3K