Rádio Tour
COMPARTILHE COM:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Início » Blog » Cidades » Começam as obras de recuperação do Teatro Elis Regina em São Bernardo

Começam as obras de recuperação do Teatro Elis Regina em São Bernardo

Com investimento de R$ 1,6 milhão, será feita uma reforma geral nas dependências do espaço, interditado em 2017 devido ao seu estado precário de conservação e segurança

Em fevereiro do próximo ano, o Teatro Elis Regina, no bairro Assunção, em São Bernardo do Campo, volta a funcionar. A autorização para recuperar o espaço e iniciar a obra foi assina nesta quinta-feira (27/06), pelo prefeito Orlando Morando (PSDB).

A prefeitura vai investir R$ de 1,6 milhão na reforma geral em todos os espaços com troca de revestimentos, forros e paredes, inclusive acústicos; troca de todas as instalações elétricas e hidráulicas; novo sistema de ar condicionado; novas cadeiras; acessibilidade nas áreas interna e externa; reforma da cobertura; adequação dos acessos externos; bem como a construção de novos camarins.

Durante a cerimônia, Morando lembrou a peregrinação em busca de recursos federais para a reforma. “Fui à Brasília três vezes solicitar verba da União para recuperar este espaço. Houve a sinalização de que seríamos contemplados, mas, infelizmente isso não ocorreu. Graças ao forte contingenciamento financeiro e eliminando o desperdício, conseguimos dar andamento às importantes obras da cidade e agora poderemos fazer a esperada reforma no Teatro Elis Regina”, completou.

Inaugurado na década de 1980 e referência cultural na região, o espaço foi interditado pelo chefe do Executivo em janeiro de 2017 devido ao seu uso intenso e com ausência de serviços de manutenção nos últimos 20 anos. Além do teatro, o espaço conta com uma biblioteca e uma brinquedoteca, além de ser vizinha de uma unidade do Atende Bem.

Além da reforma o espaço de 874,27m², vai ganhar mais 81,20m² de ampliação com a obra. O chefe do executivo explica a decisão de interditar o equipamento. “Foi uma decisão muito difícil. Quando vistoriamos o local na época, foi evidenciando falhas nos planos básicos de segurança como a deterioração da saída de emergência, bem como goteiras, deslocamento do forro do teto, má conservação das poltronas, camarins e banheiros. A interdição foi preventiva, já que a qualquer momento poderia ocorrer uma tragédia no local”, explicou o prefeito, que prometeu um fim de semana cheio de atrações na data da entrega do espaço.